Alzheimer: Saber para não esquecer

A doença atinge 2 milhões de pessoas ao ano no Brasil, deve ser considerada e compreendida, pois não é só uma simples “falha” na memória.



O Alzheimer é um transtorno neurodegenerativo, recorrente em pessoas com idade avançada, que compromete as ações rotineiras de forma progressiva, além da instabilidade emocional e comportamental. Ela se inicia no sistema nervoso central, quando algumas proteínas não são processadas da forma correta, deixando espaços dentro dos neurônios, que são localizados em regiões do cérebro responsáveis pela memória, comunicação, raciocínio, pensamentos e entre outros, prejudicando o seu funcionamento.


A doença não pode ser extinta, mas sim, controlada. Os pacientes diagnosticados têm uma sobrevida, pois a evolução da doença é considerada lenta e em estágios, sendo eles:


Inicial: Alterações na memória, na personalidade e nas habilidades visuais e espaciais.


Moderado: Dificuldade para falar, realizar tarefas simples e coordenar movimentos. Agitação e insônia.


Grave: Resistência à execução de tarefas diárias. Incontinência urinária e fecal. Dificuldade para comer. Deficiência motora progressiva.


Terminal: Restrição ao leito. Mutismo. Dor à deglutição. Infecções intercorrentes.


A importância do diagnóstico precoce, é justamente retardar a transição dos estágios.


A causa ainda é desconhecida e mais da metade dos casos de problemas psicológicos em idosos, são causados pelo Alzheimer. Por isso, devemos estar atentos aos sintomas. Entre os principais sinais estão:


· Perda de memória recentes;

· Repetição da mesma pergunta inúmeras vezes;

· Dificuldade acompanhar conversas ou pensamentos complexos;

· Dificuldade para resolver problemas da rotina;

· Desorientação no transito e dificuldade para guiar o veículo;

· Dificuldade para encontrar palavras que exprimam ideias ou sentimentos pessoais;

· Instabilidade emocional: irritabilidade, suspeição injustificada, agressividade, passividade, interpretações erradas de estímulos visuais ou auditivos, tendência ao isolamento.


Não existe prevenção, mas os médicos acreditam que uma vida ativa e alimentação saudável podem retardar ou até mesmo inibir o surgimento do Alzheimer. Em caso de diagnóstico positivo, o tratamento é feito através de remédios, que são capazes de diminuir os distúrbios causados por ela, assim equilibrando o comprimento cognitivo, proporcionado ao paciente uma melhora nas suas atividades diárias.


Para um diagnóstico preciso e o tratamento adequado, procure um médico especialista.


Fonte: saude.gov.br

Central de Atendimento

19 3275-0000

Horário Atendimento

24H

ASSISTÊNCIA FAMILIAR

Unidade Hortolândia

(19) 3865-1703

ASSISTÊNCIA FAMILIAR

Unidade Campinas

(19) 3275-0000

COLINA DOS FLAMBOYANTS

Mogi Mirim - SP

(19) 3806-7788

(19) 3806-7060

PARQUE HORTOLÂNDIA

Hortolândia - SP

(19) 3909-0237

FMC - FUNERÁRIA

Hortolândia - SP

(19) 3504-7555

MEMORIAL GARDEN

Ourinhos - SP

(14) 3026-4710
(14) 3026-2847

Renegociação de Débitos

(19) 3500-1998

calendario agenda.png

Agenda

Flamboyant

icone_facebook_aq.png
icone_instagram_Aquarela.png
iconyoutube.png